AS REVOLUÇÕES RUSSAS

Três revoluções abalaram a Rússia durante os primeiros anos do século XX. A primeira teve lugar em 1905 e foi causada pela derrota russa na guerra contra o Japão, mas já no princípio de 1906 as tropas do czar Nico­lau II, o governante russo cujo poder era absoluto, tinham esmagado a re­volta.

            As outras revoluções tiveram lugar em 1917 e uma foi consequência da outra. A chamada Revolução de Fevereiro começou em 8 de Março, com greves, manifestações e motins de tropas de Petrogado (agora Leninegrado), a ca­oital. A agitaç_o foi atiçada pelas derrotas russas na primeira Guerra Mundial e pelo mau governo, que levava a faltas de alimentos. O czar abdi­cou e formou-se um governo provisório, primeiro com o príncipe Georgi Lvov e depois com Alexandre Kerenski.

            O novo governo tinha pontos de vista moderados, mas os bolcheviques, membros de um partido de esquerda radical, estavam decididos a tomar o po­der.

            O seu dirigente Lenine (Vladimir Ilich Ulianov) estivera exilado na Suíça, mas os Alemães tinham-lhe permitido viajar através da Europa numa carruagem selada, na esperança (e com razão) de que apoderaria do poder e retiraria a Rússia da guerra.

            Os bolcheviques de Petrogrado, liderados pelo colega de Lenine, Leon Trotski, tinham já formado um soviete (conselho) de trabalhadores, para controlar as tropas da cidade. na noite de 6 de Novembro iniciou-se a cha­mada Revolução de Outubro. Trabalhadores bolcheviques armados, apoiados

pelos soldados, prenderam o governo provisório e apoderaram-se do poder. os bolcheviques tinham a minoria na recentemente eleita por issso disolveram­-na. Muito em breve o novo governo começou a centralizar o controlo da terra e da produção de alimentos, a confiscar os bens da Igreja e a governar de modo mais ditatorial que o czar. Lenine também fez a paz com a Alemanha e mudou a capital de Petrogrado para Moscovo.

            O czar deposto e a sua família, prisioneiros desde a Revolução, foram executados em 1918.

AS REVOLUÇÕES RUSSAS
O artigo trata das revoluções russas e a necessidade de propor a superação dos-lugares comuns associados às tradições historiográficas liberais e soviéticas. A inserção da Revolução de Outubro de 1917 no contexto de um ciclo revolucionário que compreende cinco momentos: a revolução de 1905; as duas revoluções de 1917; as guerras civis que se estenderam entre 1918 e 1921; a revolução de Kronstadt, em 1921. A importância decisiva das guerras civis (uma revolução na revolução) na emergência de um novo tipo de socialismo - um socialismo autoritário, imprevisto e não desejado pelas tradições socialistas no século XIX. O debate a respeito do caráter da Revolução de Outubro e do socialismo soviético. A necessidade de se pensar as bases históricas e sociais do socialismo autoritário do ponto de vista de sua superação e da construção de um socialismo - reinventado - no século XXI.
Article Number: 7209
Read. 978 Time.
Rate this article.
Thank you for your vote.

This article was written by:

Rogerleks Frasson

Contact Me.

  • Email
View More. Close.

article.Autor.author_review

Other articles written by this Author.