COOPERATIVAS DE PLATAFORMA: UMA NOVA TENDÊNCIA

Uma plataforma cooperativa é uma empresa que tem como inspiração a chamada economia compartilhada. Este conceito surgiu por volta de 2010 e tem evoluído desde então. De forma bastante simplificada, economia compartilhada é o uso da tecnologia para facilitar o acesso a bens e serviços.

Você já utilizou aplicativos como Uber, Airbnb ou outras plataformas online de serviços? Tecnologias como essas têm se expandido rapidamente e estão revolucionando o mercado atual, inclusive as relações de trabalho. Agora, imagine se os donos dessas plataformas fossem os próprios prestadores de serviços ou seus usuários ou, quem sabe, ambos. É disso que trata o cooperativismo de plataforma.

O termo cooperativismo de plataforma foi cunhado, pela primeira vez, pelos professores norte-americanos Trebor Scholz e Nathan Schneider, no livro Ours to Hack and to Own (Nossos para hackear e para possuir, em tradução livre).

Os autores explicam que as cooperativas de plataforma ou plataformas cooperativas são instituições cooperativas que atuam no mercado tecnológico, mais especificamente, como plataformas de serviços online, só que orientadas pelos princípios cooperativistas.

Na visão dos autores, não se trata, porém, de uma simples demanda evolutiva do cooperativismo frente às novas tecnologias, mas trata-se, sobretudo, de desenvolver alternativas mais justas de negócios neste novo panorama da economia compartilhada, com espaço para maior diversificação e melhor distribuição de benefícios.

As cooperativas de plataforma são uma tendência que pode favorecer trabalhadores e consumidores, propondo uma nova lógica para a economia digital.

VANTAGENS DA COOPERAÇÃO

Muitas empresas que fazem parte da economia de compartilhamento – como Couchsurfing, Blablacar, etc. – surgiram a partir da observação de recursos subutilizados, propondo o compartilhamento da propriedade desses bens. Uma ideia bastante positiva do ponto de vista sustentável.

Além disso, as plataformas online criadas para o compartilhamento desses recursos trazem diversos benefícios para os consumidores, como a conveniência, o acesso à mão de obra de baixo custo, a flexibilidade e até a possibilidade de ganhar uma renda extra.

O cooperativismo de plataforma representa o desenvolvimento de alternativas mais justas de negócios de economia compartilhada. Basicamente, uma plataforma cooperativa tem mais espaço para diversificação e promove melhor distribuição de benefícios.

PLATAFORMAS COOPERATIVAS NO BRASIL

A vertente de plataforma cooperativa ainda é pouco explorada no Brasil. Entretanto, Scholz acredita que quanto mais precária é a relação de trabalho de um país, maior é o interesse pela implantação das cooperativas de plataformas.

Dessa maneira, há muitas oportunidades principalmente nas áreas de educação, saúde e transportes no País. Entretanto, ainda há barreiras culturais à disseminação do modelo, que demanda distribuição do poder decisório.

Além disso, faltam instrumentos na legislação brasileira para apoiar o desenvolvimento de uma plataforma cooperativa. A Lei Geral das Cooperativas, por exemplo, impõe desafios, incluindo a participação democrática e o processo de tomada de decisões no contexto digital.

 

 

 

 

COOPERATIVAS DE PLATAFORMA: UMA NOVA TENDÊNCIA

À medida que a automação e a inteligência artificial custam empregos em um setor econômico após o outros, a renda relacionada ao emprego diminui e a receita de investimentos se expande, exacerbando a disparidade de riqueza. A criação de cooperativas que atuem em setores de tecnologia, oferecendo serviços de compartilhamento por meio de aplicativos, podem ser uma ótima estratégia.


Article Number: 5542
Read. 446 Time.
Rate this article.
Thank you for your vote.

This article was written by:

Maria Lucia Marques Lucia

Contact Me.

  • Email
  • Email
View More. Close.

article.Autor.author_review

Other articles written by this Author.