Candeeiro encantado- lenine


Lá no sertão cabra macho não ajoelha,
Nem faz parelha com quem é de traição,
Puxa o facão, risca o chão que sai centelha,
Porque tem vez que só mesmo a lei do Cão.

É Lamp, é Lamp, é Lamp,
É Lampião

Meu candeeiro encantado (2x)

Enquanto a faca não sai toda vermelha,
A cabroeira não dá sossego não,
Revira bucho, estripa corno, corta orelha,
Quem nem já fez Virgulino, o Capitão.

É Lamp, é Lamp, é Lamp
É Lampião

Meu candeeiro encantado (2x)

Já foi-se o tempo do fuzil papo amarelo,
Pra se bater com o poder lá do sertão,
Mas Lampião disse que contra o flagelo,
Tem que lutar com o parabelo na mão.

É Lamp, é Lamp, é Lamp
É Lampião

Meu candeeiro encantado (3x)

Falta o cristão aprender com São Francisco,
Falta tratar o Nordeste como Sul,
Falta outra vez Lampião, trovão corisco,
Falta feijão invés de mandacaru,
Falta a nação acender seu candeeiro,
Faltam chegar mais Gonzagas lá de Exú
Falta o Brasil de Jackson do pandeiro,
Maculêlê, carimbó,
Maracatu

É Lamp, é Lamp, é Lamp
É Lampião

Meu cadeeiro encantado (3x)
Candeeiro encantado- lenine
Articulo Nro: 8463
Leido 237 veces
Califica a este articulo
Gracias por tu voto

This article was written by:

Erlan Farinelli

Contact Me.

  • Email
  • Email
View More. Cerrar

article.Autor.author_review

Other articles written by this Author.