Internet nas férias escolares: veja 4 dicas para administrar essa questão .

É comum que a internet se torne uma alternativa de lazer no período de férias, limitando o tempo para outras atividades. Confira algumas dicas.

Passar mais tempo com as crianças é uma das vantagens do começo de cada ano. A rotina muda, a casa fica mais movimentada e é bom estabelecer algumas regras para que tudo aconteça da forma mais harmônica possível. Por exemplo, observar a frequência do uso da internet nas férias escolares é um dos cuidados a serem tomados.

Em um mundo cada vez mais digital, é comum vermos crianças e adolescentes passarem horas na frente das telas de computadores e celulares. Com mais tempo ocioso, é comum que a internet se torne uma alternativa de lazer no período de férias, limitando o tempo para outras atividades.

Se o seu filho gosta de navegar na rede por muitas horas, este conteúdo pode ajudar. Neste post, listamos algumas dicas para administrar o uso da internet nas férias escolares incentivando práticas mais saudáveis. Acompanhe!

1. Controle o acesso dos seus filhos na internet

É bom entendermos que a internet — cada vez mais, para o bem e para o mal — faz parte do nosso cotidiano. Portanto, se de um lado é importante controlar o acesso dos seus filhos, de outro lado, isso não significa proibi-los integralmente de navegar na internet.

Há um universo digital à disposição e existem sim muitas páginas, sites e aplicativos que oferecem atividades prazerosas e educativas para crianças de todas as idades.  Veremos que se o conteúdo é bom, a recomendação para os pais incide apenas no fator tempo: crianças precisam aproveitar bem o tempo das férias, dentro e fora da internet.

Também é importante termos consciência de que nas férias, é comum que seus filhos, sobretudo os adolescentes, evitem buscar materiais acadêmicos ou educativos on-line. E não lhes faltam argumentos na ponta da língua; afinal, esse é um momento para descansar e preparar a mente para o período acadêmico que começará em breve.

Então, se na Internet nem tudo é bom ou confiável, para evitar que eles entrem em páginas inapropriadas ou até mesmo perigosas, os pais podem utilizar alguns recursos e ferramentas que não apenas limitam o tempo de uso, mas também o acesso a determinados sites ou conteúdos por meio de softwares de controle parental. Com uma rápida pesquisa, é possível encontrar opções gratuitas e opções pagas à disposição.

Desse modo, é possível trazer maior segurança, evitando que os seus filhos fiquem expostos a conteúdos inadequados, que se exponham demasiadamente ou que ofereçam senhas e dados pessoais para páginas inseguras.

No entanto, não se deve confiar 100% nessas ferramentas. Mesmo com o auxílio delas, é aconselhável que os familiares estejam perto da criança para verificar o que está sendo acessado naquele momento. Assim, é possível intervir caso seja necessário.

Diante da enorme quantidade de conteúdos oferecidos na internet, é quase impossível limitar o acesso a todas as páginas que ofereçam material inadequado para o seu filho. Nesse sentido, o monitoramento diário é uma alternativa para saber quais sites estão sendo acessados.

Nas férias, as redes sociais podem causar um excesso de exposição a situações impróprias e até perigosas. Em alguns casos, as crianças podem inclusive interagir e combinar encontros com pessoas desconhecidas da família e se colocar e risco.

Além disso, a proximidade da família  pode evitar ou coibir situações como o bullyingvirtual, também chamado cyberbullying. Confrontos, provocações e humilhações em mídias digitais podem acontecer de forma mais sutil ou acintosa sem que nenhum adulto responsável pela criança o saiba. O bullyingvirtual intimida a criança e pode trazer malefícios para o seu desenvolvimento socioemocional.

2. Estabeleça horários para o uso da internet nas férias escolares

Durante as férias escolares, é comum que muitos pais flexibilizem a rotina dos filhos. Afinal, não é necessário acordar tão cedo todos os dias para se arrumar e ir para a escola. Assim, fica muito difícil estabelecer uma rotina ao longo desses meses.

Sem um cronograma estabelecido, as atividades que demandam menos gasto de energia podem ser atrativas, como assistir televisão e acessar à internet. Muitas crianças e jovens passam manhãs e tardes inteiras consumindo conteúdos ou jogos on-line.

Ou seja, o acesso sem restrição às telas do smartphone, tablets e TVs acaba por incentivar o sedentarismo durante as férias. Por isso, estabelecer horários para o uso da internet e da televisão pode ser uma maneira de evitar esse problema e criar oportunidades para práticas mais saudáveis como sair com os amigos, praticar algum esporte, etc.

Uma primeira alternativa – antes de apelar para algum software de controle – é combinar o horário de uso diário. O diálogo é o primeiro passo, pois assim é possível alinhar a expectativa em relação ao tempo de acesso à internet, explicando para o seu filho a importância de também usar as férias para fazer outras atividades que o período escolar não permite ou dificulta.

3. Incentive atividades que envolvam a família

Para fugir da internet, ofereça alternativas de atividades que ocupem a cabeça e a rotina das crianças durante o período de férias. É possível envolver a família inteira, criando momentos íntimos que dificilmente são aproveitados com uma rotina corrida de trabalho e aulas.

Ler um livro

Em muitas escolas, a prática da leitura ainda é tida como uma obrigação dos estudantes. Em consequência, muitos ficam com a impressão de que a leitura está diretamente associada ao período escolar. Entretanto, isso não é verdade.

As férias podem ser uma ótima oportunidade para investir em livros mais leves e com temáticas de entretenimento. Existem diversas alternativas para fugir dos clássicos estudados nas escolas. O importante é mostrar para o seu filho que a leitura é uma prática prazerosa.

Para tornar a atividade mais interessante, ela pode ser compartilhada e envolver toda a família. Pode-se fazer discussões sobre o enredo da história e especulações sobre os caminhos que serão tomados pelos protagonistas.

Fonte : escola da inteligência.com


Internet nas férias escolares: veja 4 dicas para administrar essa questão .

 

Nas férias, as redes sociais podem causar um excesso de exposição a situações impróprias e até perigosas .

Article Number: 16877
Read. 1431 Time.
Rate this article.
Thank you for your vote.

This article was written by:

Carla Fernanda Bernardes

Contact Me.

  • Email
View More. Close.

article.Autor.author_review

Other articles written by this Author.