O PROTAGONISMO DA ENFERMAGEM NO COMBATE DO COVID-19

A pandemia do COVID-19 traz mudanças significativas para a enfermagem, devido à sobrecarga de trabalho, aos altos índices de transmissão do vírus e a falta de EPI e treinamento. Esta experiência vem sendo vivenciada tanto na rede pública quanto privada ao nível mundial .

Os obstáculos que foram enfrentados pela a enfermagem durante a pandemia do Covid-19 pode ser categorizada em limites, insuficiências e carências. Os profissionais da enfermagem se depararam constantemente com a falta de equipamentos de proteção individual (EPI), insumos básicos, leitos de UTI e estresse ocasionado pelo o esgotamento físico e mental, além do medo da contaminação.

Entretanto, mesmo neste momento difícil a enfermagem rapidamente sofreu uma metamorfose e revelou a sua extrema importância no combate do COVID-19 mostrando grande protagonismo. 

Criou-se ações e estratégias básicas de controle de infecção como:

  • Treinamento sobre utilização de equipamentos de proteção individual, ensinando o profissional de saúde realizar a sequência de paramentação e desparamentação;
  • Reforçando e salientando a importância das higienes das mãos com solução antisséptica;
  • Ensinando a etiqueta respiratória para a equipe multiprofissional e pacientes;
  • Elaborou a criação de planos para a hotelaria hospitalar, por meio de treinamento da equipe multiprofissional como; descontaminação de equipamento clínico, recolhimento de roupas e resíduos hospitalares.

Outros autores afirmam que, após a criação de diversas estratégias, o principal papel desempenhado pela a enfermagem na pandemia por COVID-19 foi o controle e prevenção de infecção, dentre das quais destaca-se a higienização das mãos e cuidados com apresentação pessoal como; Barba feita ou aparada, unhas limpas e curtas, sapatos que apresentem a sola de borracha para evitar quedas e ruídos. Para iniciar a jornada de trabalho o profissional de saúde deve realizar os preparativos iniciais; retirando adornos (alianças, correntes, anéis, relógios e brincos etc.), remover utensílios pessoais e utilização de EPI de forma correta.

Ainda teve destaque no acolhimento com enfoque educativo para a população, sanando dúvidas e reforçando as orientações individuais de saúde, por meio de campanhas educativas em mídias sociais visando conscientizar a população sobre os protocolos de prevenção do COVID-19, sintomas, grupos de risco e aspectos básicos de coletas de exames para Coronavírus.

Para auxiliar na prevenção da contaminação por COVID-19 o Conselho federal de Enfermagem (COFEN) junto com o ministério saúde, desenvolveram um grande número de aplicativos sobre o COVID-19, que teve bastante engajamento de governos estaduais e federais no combate da pandemia, disponibilizando conteúdo educativo para a população, além de ações preventivas, levantamento de dados e otimização do tempo nas atividades assistenciais.

A enfermagem militar brasileira teve grande importância na Operação Regresso ao Brasil em uma Evacuação Aeromédica (EVAM). A missão EVAM foi realizada para repatriar brasileiros que estavam localizados em WUHAM no epicentro da pandemia de Corona vírus, também teve grande importância no treinamento e atendimento com segurança e qualidade dos pacientes que foram repatriados. Além de se desempenhar de forma extenuante e inédita na história da enfermagem no transporte aeromédico.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Em meio a guerra contra o novo Coronavírus, os profissionais não mediram esforços para orientar a população sobre os cuidados na prevenção do COVID-19, assumindo assim, um grande papel no combate do COVID-19. Neste momento a enfermagem deve mostrar seu empoderamento, pois suas ações de proteção da saúde da população estão salvando vidas diariamente.

Sabendo disso, cabe a enfermagem mostrar o conhecimento sobre as medidas de prevenção e segurança para assegurar o atendimento digno, mesmo em frente a um grande desafio que foi proporcionado pela a epidemia do COVID-19. Destacou-se ainda, que os profissionais da enfermagem com todos os desafios como: jornada de trabalho exaustiva, estresse, insegurança e medo, ficam realizados e felizes quando o paciente consegue sair recuperado.

Foi possível evidenciar que o principal protagonismo da enfermagem foi realizar o processo de humanização em um ambiente completamente hostil, cercado de medo e insegurança, trazendo discussões significativas para o conhecimento dos valores éticos e morais na atuação da Enfermagem diante deste cenário atual desafiador. Além da humanização, percebe-se que a enfermagem teve papel fundamental no combate do novo covid-19, realizando diversas campanhas de educativas e criação de aplicativos, se apresentando também como força expressiva e completamente necessária no enfrentamento do novo COVID-19.


O PROTAGONISMO DA ENFERMAGEM NO COMBATE DO COVID-19
Article Number: 16206
Read. 387 Time.
Rate this article.
Thank you for your vote.

This article was written by:

Rubens Dario Fernandes

Contact Me.

  • Email
View More. Close.

article.Autor.author_review

Other articles written by this Author.