Panorâmica- Skank

De repente aquela esquina era mais que um lugar
Era o encontro casual do céu e do seu olhar
A melancolia dos verões entardecendo
Contornava as paredes de um hotel
E a tarde se desfez na linha do horizonte
Agora eu sei quanto tempo faz
E quando eu fiquei à espera do perigo
Você ficou para sempre na lembrança
No silêncio, na distância
E no lago azul da noite imensa
Meu corpo segue vertical
Pensando em você
De repente aquela esquina era mais que um lugar
Era quase exato tudo que havia em mim
Solidão, conforto e o coração se esvaindo
Como os tons da tarde morta lá no céu               
Panorâmica- Skank
Article Number: 15586
Read. 140 Time.
Rate this article.
Thank you for your vote.

This article was written by:

Erlan Farinelli

Contact Me.

  • Email
  • Email
View More. Close.

article.Autor.author_review

Other articles written by this Author.