REVOLUÇÃO DOS CRAVOS - PORTUGAL

REVOLUÇÃO DOS CRAVOS - PORTUGAL (25/04/1974)

 Aqui fica para quem nasceu à posterior e para os mais esquecidos, uma cronologia resumida dos acontecimentos das 24 horas iniciais da REVOLUÇÂO DOS CRAVOS EM PORTUGAL.

22:55 [24 de Abril de 1974] - Os Emissores Associados de Lisboa fazem a transmissão “E depois do adeus”, de Paulo de Carvalho, dando ordem de partida para a saída dos quartéis.

00:20 - O programa "Limite" da Rádio Renascença transmite a canção “Grândola Vila Morena”, de José Afonso, segundo sinal do MFA, para que os militares dessem início às operações previstas.

03:00 - Início do cumprimento das missões militares, de acordo com o Plano Geral das Operações ”.

04:20 - O Rádio Clube Português transmite o primeiro comunicado do MFA. O Aeroporto de Lisboa e o Aeródromo Base de Figo Maduro são ocupados pela coluna da EPI-Escola Prática Infantaria (Mafra).

06:45 - O Posto de Comando toma conhecimento de que Marcello Caetano, Presidente do Conselho de Ministros, está no Quartel do Carmo.

08:30 - Uma força da PSP chega ao Terreiro do Paço, mas nem tenta entrar em confronto com as tropas de Salgueiro Maia.

11h30 - Salgueiro Maia comanda as quadro da EPC (Escola Prática de Cavalaria), que vão cercar o Quartel da GNR no Largo do Carmo, em Lisboa.

11h45 - O MFA informa o país, através do RCP, que domina a situação de Norte a Sul.

12:30 - As quadro de Salgueiro Maia cercam o Largo do Carmo e certos pedidos do Posto de Comando para abrir fogo sobre o Quartel da GNR, para obter a rendição de Marcello Caetano.

15:00 - Por ordem do Posto de Comando, Salgueiro Maia pega num megafone e faz um ultimato à GNR para que se renda, ameaçando rebentar com os portões do Quartel do Carmo.

17:00 - Por ordem do Posto de Comando, às 15h10, Salgueiro Maia pega num megafone e faz um ultimato à GNR para que se renda, ameaçando rebentar com os portões do Quartel do Carmo, dizendo: «atenção Quartel do Carmo, atenção Quartel do Carmo. Damos dez minutos para se renderem. Todas as pessoas que ocupam o quartel devem sair desarmadas e com as mãos no ar. Se não saírem destruiremos o edifício ».

18:00 - Spínola chega ao Largo do Carmo e, Acompanhado por Salgueiro Maia, entra no Quartel para dialogar com Marcello Caetano.

18:30 - Um Chaimite "Bula" entra no Quartel do Carmo para transportar Marcelo Caetano à Pontinha.

23:30 - É promulgado o Decreto-Lei n.º 171/74, da Junta de Salvação Nacional, que extingue a PIDE / DGS, a Legião Portuguesa, a Mocidade Portuguesa e a Mocidade Portuguesa Feminina e o Secretariado para a Juventude e insere novas partes relativas às atribuições da Polícia Judiciária e da Guarda Fiscal. A PIDE / DGS era somente extinta em Portugal Continental, sendo reorganizada na Polícia de Informação Militar «nas províncias»

. [...] É promulgada a Lei n.º 1, da Junta de Salvação Nacional, que destitui das suas funções o Presidente da República, o Presidente do Conselho e o Governo e dissolve a Assembleia Nacional e o Conselho de Estado e determina que todos os poderes comparam aos órgãos aprovados a ser exercidos pela Junta de Salvação Nacional.

Fonte Facebook:

Documento público

REVOLUÇÃO DOS CRAVOS  - PORTUGAL
Article Number: 15935
Read. 29 Time.
Rate this article.
Thank you for your vote.

This article was written by:

Joaquim Ferreira

Contact Me.

  • Email
  • Email
View More. Close.

article.Autor.author_review

Other articles written by this Author.