Royal Rumble (2014)

Royal Rumble (2014) foi um evento de luta profissional em formato pay-per-view produzido pela WWE e patrocinado pela Jackson Hewitt,[3] que ocorreu em 26 de janeiro de 2014, no Consol Energy Center em Pittsburgh, Pensilvânia.[5] Este foi o vigésimo sétimo evento da cronologia do Royal Rumble, o primeiro a acontecer na cidade de Pittsburgh e o primeiro pay-per-view de 2014 no calendário da WWE.[6]
Royal Rumble (2014)

Ao todo, foram realizados cinco combates de luta profissional, que produziram um supercard.[Nota 2] Como nos eventos anteriores, um dos principais focos do Royal Rumble de 2014 foi a realização da luta homônima; a luta Royal Rumble consiste em um lutador entrando no ringue em um intervalo de 90 segundos, até que 30 tenham adentrado o ringue. Um lutador é eliminado ao passar pela corda mais alta com os dois pés tocando o chão. O último competidor a permanecer dentro do ringue é declarado o vencedor e como prêmio, ganharia o direito de uma luta pelo Campeonato Mundial dos Pesos-Pesados da WWE no WrestleMania XXX. Batista foi o vencedor ao eliminar por último Roman Reigns. Em outro combate, Randy Orton manteve o Campeonato Mundial dos Pesos-Pesados da WWE ao derrotar John Cena após uma distração da facção Wyatt Family. Além disso, os New Age Outlaws (Road Dogg e Billy Gunn) derrotaram os então campeões de duplas da WWE Cody Rhodes e Goldust para conquistar o título no pré-show do evento, Bray Wyatt derrotou Daniel Bryan e Brock Lesnar derrotou Big Show.

O Royal Rumble recebeu críticas mistas de sites especializados e negativa por parte dos fãs. Durante o evento foi notável a reação altamente desfavorável no confronto entre Randy Orton e John Cena e na luta Royal Rumble, onde os espectadores presentes vaiaram a ausência de Daniel Bryan e a posterior vitória de Batista. Fãs de todo o mundo (incluindo o lutador aposentado Mick Foley) manifestaram seu descontentamento após o Royal Rumble nas redes sociais, causando um "pesadelo de relações públicas para a WWE". Em contrapartida, a luta entre Daniel Bryan e Bray Wyatt no início da noite foi elogiada, sendo considerada um dos melhores combates de 2014. O evento também marcou a última aparição de CM Punk na WWE, que abandonou a empresa no dia seguinte ao evento, apesar de ainda estar sob contrato.

Article Number: 17066
Read. 225 Time.
Rate this article.
Thank you for your vote.

This article was written by:

Rogerleks Frasson

Contact Me.

  • Email
View More. Close.

article.Autor.author_review

Other articles written by this Author.