Subdivisões da mata atlântica


  • Você está aqui: 
    1. Mundo Educação 
    2. Geografia  
    3. Geografia Física do Brasil  
    4. Mata Atlântica

Mata Atlântica

A Mata Atlântica é um dos biomas brasileiros mais ricos em biodiversidade, junto à Floresta Amazônica. Ambas são muito parecidas devido à localização geográfica em baixas e médias latitudes. Esses biomas são conhecidos por florestas tropicais e equatoriais, respectivamente. Essa localização permite alta insolação e rico desenvolvimento de fauna e flora, o que pode ser um prato cheio para a exploração humana.

Sua rica biodiversidade transformou a Mata Atlântica em um grande alvo de desmatamento e exploração humana, tornando-a o segundo bioma mais ameaçado do planeta, segundo a Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi).

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Leia mais: Créditos de carbono – mercado de créditos que visa à diminuição da poluição

Características gerais da Mata Atlântica

  • Localização da Mata Atlântica

A Mata Atlântica é o bioma brasileiro presente em quase todos os estados do país, seja de forma parcial, seja de forma integral. São 17 estados que têm em seu território áreas cobertas pela mata, espalhadas por mais de três mil municípios.

A presença marcante da mata está no litoral brasileiro, em grande parte do Sudeste, do Sul e de alguns estados do Centro-Oeste e Nordeste. Estima-se que, quando os europeus aqui chegaram, em 1500, essa floresta ocupava 15% to território brasileiro, com uma área de 1.306.421 km². Com o passar dos anos e o intenso desmatamento causado pelas ações antrópicas, esse número é drasticamente menor, com pouco mais de 100 mil km² da vegetação original.

Sua localização litorânea e de baixas e médias latitudes dá-lhe o caráter de uma floresta úmida, quente e com fauna e flora bastante desenvolvidas. Como a ocupação brasileira ocorreu, de forma inicial, na parte leste do país, a mata foi o primeiro bioma a ser desmatado, o que explica sua baixa área.

Localizada no litoral brasileiro, a Mata Atlântica foi o primeiro bioma desmatado do Brasil.
  • Subdivisões da Mata Atlântica

A Mata Atlântica tem algumas características bem semelhantes às da Floresta Amazônica. Essas características são referentes ao porte das árvores e ao desenvolvimento da fauna: ambos os biomas possuem árvores altas que podem chegar a mais de 30 metros de altura, com pequenas vegetações arbustivas que surgem à sombra delas.

Segundo a Apremavi, podemos dividir a Mata Atlântica em duas florestas: primária e secundária. Esta última possui três estágios, variando de acordo com regeneração da vegetação.

  • Floresta primária: pode ser conhecida como mata virgem, pois se refere à floresta intocada pelos humanos ou em que a ação humana não levou desequilíbrio para a relação entre os seres vivos. Nessa floresta encontramos as árvores mais altas e grossas da Mata Atlântica, além de orquídeas e cactos nas copas das árvores.

  • Floresta secundária: refere-se a áreas em que houve atividade humana, como agricultura e extrativismo vegetal. Após essas atividades, algumas áreas são abandonadas e a floresta mostra sua capacidade de regeneração biológica, que faz ressurgir espécies. Essa regeneração acontece em três estágios

→ Estágio inicial: pode durar até 10 anos, dependendo do grau de devastação do solo e da flora e da quantidade de sementes no chão. Nesse estágio as árvores não passam de quatro metros de altura, prevalecendo samambaias no chão.

→ Estágio médio: as samambaias diminuem e as árvores podem atingir até 12 metros de altura, aparecendo árvores nativas, como as aroeiras e ingás.

→ Estágio avançado: após o estágio médio, a floresta pode demorar até 200 anos para atingir o patamar da floresta primária. Nesse estágio, as samambaias desaparecem e a biodiversidade aumenta gradativamente. Espécies nativas começam a ressurgir, como os cedros e as sapucaias.

Subdivisões da mata atlântica
Article Number: 11018
Read. 1575 Time.
Rate this article.
Thank you for your vote.

This article was written by:

WENDERSON MARTINS Miranda

Contact Me.

  • Email
View More. Close.

article.Autor.author_review

Other articles written by this Author.