VESPASIANO, CIDADE POLO DO VETOR NORTE.

O Município de Vespasiano pertence à Região Metropolitana de Belo Horizonte e tem uma história de seu desenvolvimento fortemente ligado ao crescimento da capital. Existem duas vertentes para justificar o surgimento de arraial que, mais tarde, a origem do município de Vespasiano.

A primeira delas fundamenta-se em uma pesquisa realizada em 1994, pelo Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais, através de seus professores representados Celso Falabella e Dr. Wilson Veado. Pela pesquisa, constate a presença dos primeiros habitantes do mundo, por volta de 1738, quando você instalar aqui a 1ª Cia de Ordenação de Minas Gerais e, por volta de 1745, a chegada dos primeiros mineradores em busca de riquezas, fazendo cirurgias, desta maneira, o primeiro núcleo habitacional da região.

A segunda vertente está intimamente ligada à figura de D.Marianna da Costa. Podemos afirmar que esta senhora foi o “agente facilitador” do povoamento do município. D. Marianna Joaquina da Costa, natural de Santa Quitéria, hoje Esmeraldas, era casada com Joaquim da Fonseca Ferreira, filho de antigos mineiros da Fazenda da Carreira Comprida, em Santa Luzia. O casal se fixou nesta região em 1853 e seu patrimônio, imenso, era constituído por toda a área em que hoje se encontra na região central de Vespasiano, incluindo terrenos em Lagoa Santa.

Marianna não pode promover a vinda de pessoas para nosso povo, que pode expandir com muita rapidez e receber as primeiras famílias: Fonseca Ferreira - família fundadora - seguida pelas famílias Lima e Silva e imigrantes portugueses, italianos, espanhóis e sírios, que constituídos como famílias Pereira, Rocha, Gelmini, Marani, Vercesi, Correa, Viana, Barbosa, Vale, Fagundes, Santos, Salomão, Nassif, Issa, Duarte Tercetti, Drumond, entre outras.

Aos poucos, Dona Marianna estava fazendo essas pessoas pequenas que estão aqui, cedendo também a água para abastecimento de pessoas, bem como parte de alguns terrenos para construção de cemitério velho e Igreja Matriz.

Então, uma Fazenda do Capão, propriedade de Dona Marianna, surgiu em Arraial do Capão, com a construção das primeiras casas em terrenos vendidos e doados para uma futura paróquia. Ao redor do Arraial, expandir-se como fazendas agropecuárias Fazenda Maçaricos, Angicos, Barreiro, Varginha onde cultivar cana-de-açúcar, milho e feijão e se criar gado. Mais tarde, desenvolva-se na indústria de cal.

Com a inauguração da Estrada de Ferro Central do Brasil, em 1894, ou Arraial passou a chamar Vespasiano, em homenagem ao administrador da ferrovia, Cel. Vespasiano Gonçalves de Albuquerque e Silva. A construção dessa ferrovia foi de grande importância no ponto de vista socioeconômico, pois além de atrair novos moradores, favoreceu o escoamento dos produtos da região. Em 18 de dezembro de 1915, através da Lei Estadual 336, é criado ou distrito de Vespasiano que, até 1948, pertence ao município de Santa Luzia. O povo de nossa terra sempre cultiva fortes sonhos de liberdade, sem perder suas tradições e seus ideais alcançados, através de muitas lutas, sua autonomia política-administrativa em 27 de dezembro de 1948.

Como Município, Vespasiano abrigou o distrito de São José da Lapa, onde, no final dos anos 40, foi instalado na Indústria de Calcinação e, anos mais tarde, na Cia. de Cimento Itaú e a Fazenda Nova Granja. Sedimentando a vocação da cidade para a indústria, criada em 1968, a Companhia Alterosa de Cervejas, iniciando-se, assim, o processo de mudança efetiva na base econômica.

Article Number: 1507
Read. 23 Time.
Rate this article.
Thank you for your vote.

This article was written by:

Adilson Barbosa Soares

Contact Me.

  • Email
  • Email
View More. Close.

article.Autor.author_review

Other articles written by this Author.