as vendas pos pandemia

Para o economista Rafael Ramos, da Fecomércio-PE, o consumo represado neste momento não vai significar uma “corrida às compras”, quando o comércio reabrir. “Como as pessoas ainda estão com um comportamento conservador, ainda vai demorar um pouco para que se convençam de que tudo passou. A compra de bens essenciais será o foco no primeiro momento. Passado o reinício, e já mais próximo ao final do ano, aí sim, será o momento de consumir mais eliminado ”, disse Ramos.
Rafael também não acredita num incremento significativo nas vendas online. A loja física ainda será a escolha preferencial do cliente por uma questão cultural. “Isto não quer dizer que os comerciantes não devam investir na transformação digital dos seus negócios. Devem sim. Mesmo porque o comércio que tiver apenas um canal de vendas não vai durar muito tempo. Eles devem buscar aplicativos, redes sociais ou se associar a lugares de terceiros ”, consultelha Ramos.
Segundo um estudo da consultoria Accenture, o Turismo será um dos setores da Economia que mais levará tempo para retomar a movimentação plena após a pandemia. O medo de aglomerações ainda deve perder, afastando os clientes do setor. As projeções da Organização Mundial de Turismo (OMC) e do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC) são de perda de 100 milhões de empregos e queda de U $ 2,7 trilhões do PIB turístico. Estas entidadesham aconselham um socorro emergencial às empresas, por parte dos governos, através de linhas de crédito e isenção de impostos. Além disso, as operadoras precisam estar abertas às mudanças de comportamento de seus clientes

as vendas pos pandemia
Article Number: 1879
Read. 6 Time.
Rate this article.
Thank you for your vote.

This article was written by:

Dariane Tosta

Contact Me.

  • Email
  • Email
View More. Close.

article.Autor.author_review

Other articles written by this Author.